Novo manifesto em favor da derrubada do veto 31 já está disponível para envio aos parlamentares

 

A data para a apreciação dos vetos presidenciais pelo Congresso Nacional, quando há sessão conjunta entre senadores e deputados federais, foi modificada novamente. O presidente Renan Calheiros (PMDB-AL) decidiu apreciar os vetos nessa terça-feira, 3, retomando a data do primeiro adiamento. Essas mudanças podem ser realizadas até 24 horas antes da votação. O veto 31/2014, que barrou o Projeto de Lei das 30 Horas da Psicologia, está entre os que serão votados.

O Congresso Nacional já havia adiado, no dia 24 de fevereiro, a votação dos vetos para o dia 3 de março. Entretanto, na sexta-feira, 27 de fevereiro, ocorreu novo adiamento e a votação aconteceria na quarta-feira, 4 de março, mas a Presidência desistiu. O primeiro adiamento ocorreu durante sessão conjunta no Plenário da Câmara, no dia 24 de fevereiro, em decorrência de divergências entre os parlamentares acerca do projeto que seria votado antes da matéria da Psicologia, que regulamenta a cédula eletrônica (e-cédula) justamente para a apreciação dos vetos presidenciais.

Um novo manifesto foi preparado para que todas e todos assinem e enviem aos parlamentares no esforço de convencimento sobre a importância do PL 30 Horas. Clique aqui para assinar o manifesto e enviar.

Mobilização

A Fenapsi convoca mais uma vez representantes da categoria de todos os estados e lideranças sindicais para que se desloquem até Brasília para pressionar o Congresso Nacional. Diretores da Federação estarão percorrendo mais uma vez os gabinetes em um trabalho de convencimento dos parlamentares na próxima semana.

O tempo que foi ganho com o adiamento deve ser aproveitado. Convocamos a categoria e apoiadores da causa para que intensifiquem imediatamente as ações nas redes sociais utilizando a hashtag #derrubeoveto31, publicando e compartilhando inúmeras vezes nas redes sociais vídeos, matérias, notas e manifestos. No caso de compartilhamento no Facebook, é importante copiar o texto e colar, mesmo que se torne repetitivo, para que a informação apareça em destaque na Linha do Tempo.

Todos devem tuitar, postar e compartilhar o maior número de mensagens possíveis utilizando a hashtag #derrubeoveto31 em novos posts, evitando o seu uso apenas nos comentários dos posts de terceiros, dificultando a contabilização e visibilidade nos trending topics. Colabore, mesmo que não possa estar presente em Brasília, para fazer o Congresso Nacional nos ouvir por meio da repercussão na rede que será desencadeada pela luta e união da categoria.

VAMOS À LUTA POR 30 HORAS JÁ! #derrubeoveto31

Com informações da Agência Senado e da Agência Câmara Notícias