Frente às ameaças de privatização do SUS, a Frente Estadual Antimanicomial de São Paulo divulgou uma carta aberta à população, nesta sexta-feira, 25 de setembro, após reunião extraordinária na sede do SinPsi. Confira:
 
Frente Estadual Antimanicomial de São Paulo em defesa do SUS!
 
Contra todas as formas de Manicômios!
 
A Frente Estadual Antimanicomial de São Paulo vem se posicionar e reafirmar seu compromisso com a defesa intransigente do SUS, de todos seus princípios (universalidade, integralidade e equidade), da Reforma Psiquiátrica Antimanicomial e a favor do processo democrático.
 
Às proximidades da 15ª Conferência Nacional de Saúde, instância máxima de controle social do SUS, AINDA se faz necessário destacar a importância da participação social na construção do que é uma das maiores e melhores Políticas Públicas do mundo e que, além de promover saúde, contribui para a diminuição da inequidade no Brasil.
 
Na conjuntura atual é nosso dever manifestarmo-nos em contrariedade às ameaças golpistas que ferem a democracia e colocam em cheque todas as conquistas de nossa sociedade. Esses mesmos posicionamentos políticos colocam em risco as políticas públicas e a justiça social de forma que atualmente tememos intensamente pelo futuro do SUS.
 
Isto se deve aos contínuos ataques ao SUS advindos de interesses privados que buscam o lucro com o sofrimento da população brasileira e tratam a Saúde como uma Mercadoria e o SUS como um negócio. A partir disto, reafirmamos que não aceitaremos retrocessos mascarados de rearranjo político, que não só deslegitimam as políticas públicas como também fatalmente trilham caminhos possíveis para a mercantilização e desmonte do SUS em favor dos grupos que defendem a privatização das políticas públicas.
 
É inaceitável que em prol da sustentabilidade política se cogite sacrificar a coordenação da maior Política Pública em curso. É imprescindível que independentemente da conjuntura política nacional se garanta as condições e respeito às Diretrizes e História do SUS, defendendo os princípios da Reforma Sanitária e a Reforma Psiquiátrica Antimanicomial. O Ministro Arthur Chioro sempre agiu alinhado com estas diretrizes, pautando em sua gestão o Cuidado em Liberdade, o respeito à cidadania das pessoas em sofrimento psíquico e a garantia dos Serviços Públicos gratuitos, defendendo uma RAPS territorializada e antimanicomial.
 
Lutamos por uma Sociedade justa e igualitária e por um Sistema Único de Saúde Universal, Integral, Equânime, Antimanicomial, Público e Gratuito.
 
Afirmamos que o SUS e a Saúde em nenhum aspecto deve se tornar uma Mercadoria.
Por uma sociedade sem Manicômios!
 
 
Frente Estadual Antimanicomial de São Paulo
 
Fonte: Sinpsi-SP