À Comunidade de Minas Gerais

No momento em que o País discute a aprovação do Novo Código Florestal, nós, da Associação Integrada dos Servidores Públicos do Meio Ambiente e Correlatos de Minas Gerais – ASIVERDE, achamos oportuno vir a público fazer alguns esclarecimentos sobre os acontecimentos recentes, divulgados pela imprensa local, que atingiram em cheio a imagem do Instituto Estadual de Florestas, uma das Instituições mais conceituadas e respeitadas do Brasil.

A ASIVERDE lembra que o IEF congrega servidores em ação nas cidades e nos campos, dando conta da sua missão institucional: contribuir para a melhoria da qualidade de vida da população através da proteção e conservação dos nossos remanescentes florestais e do estimulo à recomposição florestal e ao reflorestamento. Estamos a serviço de altos interesses coletivos do povo de Minas Gerais e nestes quase 50 anos de existência do IEF, ajudamos a construir o bom conceito que o Estado – até bem recentemente – desfrutava perante a União e as outras Unidades da Federação, no que se refere ao meio ambiente.

É nesta condição que a ASIVERDE se dirige ao povo mineiro para ponderar-lhe que, se alguns servidores cometeram atos ilícitos, cabe à Polícia apurá-los e a Justiça condená-los. Como toda organização humana, infelizmente, não somos imunes a erros e à presença de pessoas de má conduta. Isto, porém, não justifica, em hipótese alguma, a generalização que se processa em nosso meio, patrocinada, às vezes, por quem tem o dever de nos fazer justiça, no sentido de denegrir a reputação do demais servidores do IEF que, honestamente, trabalham e contribuem para o desenvolvimento sustentável de nossa terra. Fatos isolados, e ainda sob investigação, não podem manchar a imagem do Órgão e nem dos demais servidores do IEF aos olhos dos seus dirigentes sob a forma de desconfiança para ocupar cargos.

Houve um tempo em que a voz de Minas era ouvida com respeito em todos os rincões do País na discussão dos grandes temas nacionais. Houve um tempo em que éramos pioneiros nas mais importantes iniciativas ambientais do Brasil. Nesse tempo, um novo Código Florestal não seria discutido ou aprovado sem passar pelo crivo critico das autoridades estaduais de meio ambiente de Minas Gerais.

Hoje, a mediocridade tomou conta das nossas grandes instituições políticas e sociais e a não ser daqueles que por extrema competência se alçaram a níveis mais altos, a voz do nosso Estado já não é a mesma: tornou-se apenas mais uma, no concerto nacional, nivelando-se com o que há mais raso e comum na política, sem condição de contribuir de modo relevante nos grande debates que desafiam a "intellgenza" brasileira.

A ASIVERDE como sempre, firme na defesa dos seus associados, dos demais servidores, não admite dúvidas quanto a honradez e dignidade trabalhadores do IEF, e prossegue em sua luta, fiel ao compromisso de impedir que destruam ou difamem uma organização no ano do seu cinqüentenário, de cuja história todos os mineiros e mineiras têm razões de sobra para se orgulhar.

Queremos, de novo, competência técnica e gerencial. Compromisso com a qualidade. Ambientalistas de todos os matizes, juntem-se a nós! A Diretoria.

Acessos: 170

Endereço e Telefones

(31) 3295-2404
Rua Tomé de Souza, 860, sala 104, Funcionários
Belo Horizonte / Minas Gerais - CEP 30140-909
fenapsi@veloxmail.com.br

© 2017 Fenapsi. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por SiteSindical

Search

Acesso Restrito