Luta antimanicomial reúne 1,8 mil participantes em Bauru


Fenapsi para presença no encontro em lembrança aos 30 anos da carta, editada no município paulista em 1987

24958931 1775355029163014 5411274919087586844 o

Nenhum passo atrás! Manicômio nunca mais. Essa foi a tônica dos discursos de abertura do “Encontro de Bauru: 30 anos de luta por uma sociedade sem manicômios”, na manhã desta sexta-feira (8), na Universidade Sagrado Coração, na cidade de Bauru (SP). Mais de 1,8 mil pessoas, entre usuários da saúde mental, profissionais, professores e estudantes, estão participando das atividades realizadas no campus e na cidade.

A programação do primeiro do evento foi marcada por atividades culturais e homenagens póstumas a militantes da luta antimanicomial que ajudaram a redigir a Carta de Bauru, há 30 anos. Em dezembro de 1987, trabalhadores da saúde mental reunidos em Bauru escreveram o manifesto que marca o início da luta antimanicomial no Brasil e representa um marco no combate ao estigma e à exclusão de pessoas em sofrimento psíquico grave. Com o lema “Por uma sociedade sem manicômios”, o congresso discutiu as formas de cuidado com os que apresentam sofrimento mental grave e representou um marco histórico do Movimento da Luta Antimanicomial, inaugurando nova trajetória da Reforma Psiquiátrica brasileira.

A Fenapsi ajudou na organização do evento, participando das atividades. "Reafirmamos o nosso compromisso com a luta antimanicomial e os preceitos da Carta de Bauru, bem como contribuímos com a formulação da Nova Carta", assinala a diretoria da Fenapsi.

Nova Carta. Confira aqui o documento.

Veja aqui mais informações sobre o evento em Bauru.

*Com informações do CFP.

Foto: CFP.

Acessos: 141

Endereço e Telefones

(31) 3295-2404
Rua Tomé de Souza, 860, sala 104, Funcionários
Belo Horizonte / Minas Gerais - CEP 30140-909
fenapsi@veloxmail.com.br

© 2017 Fenapsi. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por SiteSindical

Search

Acesso Restrito